Fernanda Torres

DVD: Jorge Furtado, Jorge Furtado e Jorge Furtado

Algumas poucas palavras, sobres alguns bons filmes, de um dos melhores cineastas brasileiros.

houveumavezdoisveroes

Houve uma Vez Dois Verões (2002). Em seu primeiro longa-metragem, Furtado explora um universo seguro: o da adolescência. Ainda que tudo pareça previsível e tenha um clima amador (a fotografia, a trilha, as atuações), o talento do cineasta surpreende com bons diálogos e muitas reviravoltas. Nota: 7,0

 

 

meutiomatouumcaraMeu Tio Matou Um Cara (2004). Após o sucesso de O Homem Que Copiava, Furtado volta a falar sobre adolescentes nesta comédia investigativa sobre um garoto obcecado em livrar a pele do tio. Apesar de ser o texto menos ácido e engraçado do diretor, o roteiro surpreende ao captar de maneira bastante sensível as nuances da fase mais difícil da vida. O trio de jovens protagonistas é também bastante competente. Nota: 7,5

 

 

saneamentobasicoSaneamento Básico (2007). Moradores de uma comunidade querem dinheiro público para arrumar a fossa (ou fosso) do local. O problema é que o governo só dispõe de verba para cultura, logo, eles decidem fazer um filme sobre o problema para pegar a grana e eliminar o cheiro de merda. Só com este resumo da história, o filme já entra em campo vencendo. Fernanda Torres é sempre ótima e Lázaro Ramos rouba as cenas em que aparece. Uma comédia inteligente cheia de sutilezas e escrotices. Nota: 9,0

Aproveite que está sem fazer nada, lendo as bobeiras que escrevo e assista aos brilhantes curtas do cineasta:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.