Keira Knightley

DVD: Remorso, torre eiffel e rock

atonement

Desejo e Reparação (2007). Uma brincadeira, uma carta, um engano e uma menina filha da mãe, são a base deste belo filme. Dois anos depois de Orgulho e Preconceito, o diretor Joe Wright retorna com outra famosa adaptação literária: sai Jane Austen, entra Ian McEwan. Mas Keira Knightley permanece, com as mesmas expressões (para mim, ela sabe fazer apenas uma personagem). Enquanto James McAvoy e seu sotaque escocês são sempre bons em cena. Trama interessante, bem conduzida e com um final surpreendente. Nota: 8,5 

paris_je_taimeParis, Te Amo (2006). Pague um, leve muitos. É mais ou menos esse o espírito desse filme recheado de curtas sobre o amor na cidade luz. Grandes diretores assinam as pequenas obras: Gus Van Sant, os irmãos Coen, Walter Salles, Alfonso Cuarón entre outros. Assim, a produção acaba tendo os seus altos e baixos, com tramas envolventes e bem realizadas, e outras nem tanto. O melhor é ver como cada diretor tem uma visão particular sobre o tema e ainda, como cada identidade, narrativa ou visual, contribui à sua maneira no resultado final da produção. Nota: 8,0 

controlControl (2007). Ian Curtis se matou em 1980, aos 23 anos. Antes disso, trabalhou em uma agência de empregos e foi vocalista da Joy Division, uma das mais influentes bandas de rock das últimas décadas. Com uma bela fotografia em petro-e-branco, enquadramentos bastante sensíveis e boas atuações, Control acompanha a trajetória do jovem gênio britânico, do ingresso à música ao suicídio. Um sincero retrato de uma época e de uma personalidade em conflito com sua arte e seus romances. Pena que, da metade para o final, seu ritmo fique um pouco arrastado. Nota: 8,0