Sim Senhor

Resenha: Sim Senhor

sim-senhor

Jim Carrey envelheceu, mas suas piadas não. O ator, que já está com a boca murcha e cheio de rugas, continua fazendo caretas melhor do que ninguém. Mesmo sob a direção chinfrim de Peyton Reed (do legal Separados pelo Casamento), Carrey consegue arrancar boas risadas da platéia. 

Na história, o comediante interpreta Carl Allen, um cara que levava a vida nas coxas até participar de um grupo de auto-ajuda que prega uma simples filosofia: diga “sim” a tudo e encontre a felicidade. 

O filme é aquela coisa: você entra no cinema sabendo como vai começar e terminar. E neste caso, isso não é nenhum problema. 

Mesmo com um roteiro pobre e, como dito, uma direção bem fraca, a produção cumpre seu objetivo de fazer a gente esquecer o mundo lá fora e relaxar na escuridão de uma sala cheirando pipoca. 

Forte candidato ao prêmio de “Melhor Sessão da Tarde” dos próximos anos, Sim Senhor é perfeito para assistir em casa, num dia bem chuvoso ou depois daquela horripilante prova de matemática. Vish, bateu uma saudade da minha adolescência agora. 

Nota: 6,5

Estreias – 30 de janeiro/09

O Holy Junk é um dos poucos blogs sobre cinema em que os comentários sobre as estreias são feitos às escuras.

Pô, fala sério. Se isso não for um diferencial, nada mais é! 

Sou apenas um humilde cinéfilo, afinal de contas. Raramente consigo um ingresso para pré-estreias ou sessões especiais. Por isso, minhas recomentações são feitas baseadas no que já vi ou li sobre os filmes e, principalmente, no histórico dos atores/diretores/produtores. Enfim…

O que importa é que no meu fim de semana vai rolar um cineminha com certeza.

Confira os filmes  que estão entrando em cartaz – e meus “profundos” comentários:

sim-senhor-poster_teaserSim Senhor. Considerado por alguns um O Mentiroso 2, tenho a sensação de que a nova comédia do Jim Carrey vai ser uma deliciosa holy junk. Diversão sem comprisso, entende? Com Carrey fazendo as caretas que ele faz melhor do que ninguém e com uma historinha feel good,  totalmente previsível. Amo muito tudo isso!

Veja o trailer.

 

Foi Apenas Um SonhoFoi Apenas um Sonho. Sam Mendes (Beleza Americana, Soldado Anônimo) é um dos meus diretores favoritos. Kate Winslet é minha atriz favorita e ganhou um dos seus Globos de Ouro pela atuação nesse filme. 11 anos após Titanic ela volta a fazer par romântico com Leo DiCaprio. O quê? Você ainda está aí, lendo isso?Corra já para o cinema. Ou veja o trailer.


minhocasBarry e a Banda das Minhocas. Pelo visto, o filme é direcionado ao público infantil. O visual é bem meia boca. A trama também. Se eu fosse você, convenceria seu priminho caçula a rever Toy Story pela 27ª vez.

Veja o trailer.

 

 

ninhoNinho Vazio. Eu gosto bastante do cinema argentino. Apesar de temas quase sempre bem dramáticos, as produções hermanas são gostosas de serem vistas. Mas não necessariamente no cinema. Elas encaixam bem na tela da televisão. Minha opinião.

Veja o trailer.

 

andarilhoAndarilho. Documentário sobre andarilhos do nordeste de Minas Gerais. Por retratarem a realidade, documentários deste tipo (assim como Estamira) são sempre muito bons. Claro, depende muito do diretor para a coisa não cair no sentimentalismo barato. O que acredito não ser o caso de Andarilho, que ganhou um lindo pôster, por sinal. A estreia acontece exclusivamente no RJ.